Elon Musk quer comprar o Twitter por US$ 43 bilhões

O bilionário Elon Musk quer comprar o Twitter e fez uma oferta final de US$ 43 bilhões para adquirir 100% da rede social. De acordo com informações da Reuters e Bloomberg, o executivo ofereceu US$ 54,20 por ação da rede social, valor que representa um salto de 54% na precificação dos papéis da companhia em relação ao final de janeiro.

A oferta foi registrada nos Estados Unidos nesta quinta-feira (14) e também foi mencionada em uma carta enviada Bret Taylor, chairman da rede social do passarinho azul. Após o anúncio, as ações da rede social tiveram seu valor subindo 12%, segundo a Reuters.

Oferta final de Elon Musk

Na carta enviada par ao chairman do Twitter, Elon Musk diz que sua oferta é única e final. Caso a proposta seja recusada, o bilionário até diz que vai “reconsiderar” sua posição como acionista — na semana passada, o CEO da Tesla comprou cerca de US$ 3 bilhões em ações da rede social, tornando-se o maior acionista da companhia.

De acordo com Elon Musk, a rede social precisa se tornar uma “empresa privada” para ser bem sucedida. “Desde que fiz meu investimento, agora percebo que a empresa não prosperará nem atenderá a esse imperativo social em sua forma atual. O Twitter precisa ser transformado em uma empresa privada”, disse o bilionário.

O Twitter ainda não respondeu sobre o assunto até o momento. Vale ressaltar, no entanto, que o movimento de Musk já era esperado. O executivo não aceitou uma posição na mesa de diretores da empresa, o que limitaria sua capacidade de comprar mais parcelas da rede social. A recusa foi vista pelo mercado como um sinal de que, na verdade, a vontade do bilionário era se tornar o dono da rede social.

Fonte: Tecmundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.