Apoena assume compromisso para o avanço das mulheres na mineração

Presidente e CEO da Aura Minerals assinou carta de Adesão ao Plano de Ação do movimento Women in Mining Brasil

A Apoena aderiu ao Plano de Ação para o Avanço das Mulheres na Indústria de Mineração Brasileira, desenvolvido pelo movimento Women in Mining Brasil (WIM Brasil), que tem como proposta de valor construir um novo olhar para o setor mineral brasileiro, um olhar de respeito às mulheres em todos os níveis da organização e em todas áreas de atuação, de estímulo aos ambientes de trabalho inclusivos e diversos, e de incentivo à participação das mulheres como detentoras de expertise técnica, excelência operacional e espírito inovador.

A carta de adesão foi assinada por Rodrigo Barbosa, Presidente e CEO da Aura Minerals, empresa proprietária da Apoena. O documento é uma ferramenta de engajamento com o objetivo de criar um comprometimento por parte das empresas na execução das estratégias presentes no Plano de Ação. A meta do WIM Brasil é a criação de um Relatório Anual com medição de progresso em cada estratégia, movendo o ponteiro em todas as áreas que necessitam melhorias dentro do setor.

“É fundamental passar da intenção de aumentar a diversidade para a prática. Nosso modelo de gestão mais decentralizado exige discussões mais ricas nas operações e, para isso, a diversidade tem um papel fundamental. Já assinamos o compromisso com o Women in Mining no México e agora também o fazemos no Brasil”, afirmou o Presidente e CEO.

O Plano de Ação Plano de Ação para o Avanço das Mulheres na Indústria de Mineração Brasileira tem o intuito de ser uma ferramenta estratégica para que as mineradoras, fornecedores e organizações atuantes no setor possam ser verdadeiramente transformadores.

“Implementar ações que aumentem a participação das mulheres e criem um ambiente inclusivo sempre foi uma prioridade na Apoena. Ao assumir este compromisso, iremos trabalhar ainda mais para que toda a nossa equipe possa participar ativamente na construção de uma indústria repleta de inovação e impactos positivos para a sociedade”, enfatiza Jorge Camargo, Gerente-Geral da Apoena.

O Plano de Ação está alinhado a oito estratégias:

  1. Práticas inclusivas para oportunidades de carreira;
  2. Ambientes de trabalho seguro do ponto de vista físico e psicológico;
  3. Habilidade de reconciliar trabalho e compromissos pessoais;
  4. Sinais e símbolos de inclusão de gênero na cultura e no local de trabalho;
  5. Uma indústria que é um imã de talentos;
  6. Diversidade de fornecedores, contratação de empresas lideradas por mulheres;
  7. Investimento nas mulheres presentes nas comunidades;
  8. Desenvolvimento de talentos para o futuro investindo em ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

Entre os próximos passos para a mineradora estão a coleta e publicação de dados e a execução das estratégias presentes no Plano de Ação, dentro do escopo viável na estratégia da companhia.

Por: Roseli Rodrigues – Consultora em Comunicação e Comunidades

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.