Judiciário suspende atendimento presencial por 10 dias em MT devido ao aumento da Covid-19 e da gripe

As atividades presenciais no Poder Judiciário, em Mato Grosso, foram suspensas a partir desta terça-feira (11) e retornam dia 20 de janeiro, segundo portaria assinada nesta segunda-feira (10), do Tribunal de Justiça e Corregedoria Geral de Justiça do estado.

A portaria contempla as primeiras e segundas instâncias do Judiciário. O argumento citado no documento é o aumento de casos de Covid-19 e de influenza no estado.

O Judiciário alega que a suspensão do atendimento presencial não acarretará prejuízo nos prazos processuais, seja físico, eletrônico ou híbrido.

A portaria conjunta também estabelece que casos omissos e eventuais situações serão resolvidas pela presidente do Tribunal de Justiça, Maria Helena Póvoas.

 

 

Cenário na capital

 

Em Cuiabá, houve aumento de 181% na ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados para Covid-19, entre os dias 2 e 9 de janeiro, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Apenas no segundo dia de janeiro, Cuiabá tinha 11 internações nas UTIs para Covid-19. Neste domingo (9), o número saltou para 31.

A secretaria também disse que há 50 leitos exclusivos para pacientes diagnosticados com a doença no Hospital de Referência, que funciona no antigo Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá. A maioria das internações na última semana foi em leitos privados, segundo a instituição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.