YouTube, Play Store e App Store suspendem monetização na Rússia

Google iniciou nessa quarta-feira (9) a suspensão dos serviços baseados em pagamentos para o YouTube e a Play Store na Rússia, incluindo as assinaturas. A medida tem relação com as sanções aplicadas aos bancos russos por conta da invasão da Ucrânia, iniciada na última semana de fevereiro.

De acordo com a companhia de Mountain View, os usuários russos estão momentaneamente impedidos de comprar aplicativos e jogos, efetuar pagamentos relacionados a assinaturas e realizar compras de produtos digitais na Play Store. Por outro lado, os apps gratuitos continuam disponíveis.

Já em relação ao YouTube, a restrição afeta todos os recursos de monetização disponíveis na plataforma de vídeos. Ferramentas como Super Chat, Merchandise e Clube dos Canais, entre outras, não podem ser utilizadas, no momento, assim como estão suspensas as assinaturas do YouTube Premium.

Como a medida afeta somente as pessoas que moram no país, os canais do YouTube na Rússia ainda podem gerar receita com os espectadores de outras regiões do planeta. Neste caso, estão liberadas as vendas de mercadorias, anúncios e Super Chat, além de outros recursos de monetização.

Restrições anteriores

Estas novas restrições do Google na Rússia se somam a outras medidas anunciadas recentemente pela big tech, como resposta ao conflito na Ucrânia. Uma delas foi a suspensão da venda de anúncios online no país, afetando a publicidade na ferramenta de pesquisa, em sites parceiros e no YouTube.

Antes disso, o Google também anunciou a proibição da compra e da venda de anúncios pela mídia estatal russa em suas plataformas. Neste caso, a ação objetiva impedir o uso da publicidade para tirar proveito da guerra, o que viola a política de eventos sensíveis da companhia.

Ainda em relação à suspensão dos serviços de monetização, as assinaturas atualmente em vigor serão canceladas ao final do ciclo de cobrança na região. A gigante da tecnologia não informou até quando vai a paralisação.

Compras suspensas também na App Store e no iTunes

Assim como a rival, a Apple parece ter seguido o mesmo caminho de suspender os serviços baseados em pagamentos na Rússia. De acordo com o site iPhones.ru, as compras na App Store e no iTunes estão indisponíveis para quem mora no território russo.

Os usuários não conseguem adicionar saldo às suas contas em ambas as plataformas por meio de cartões emitidos por bancos russos. Nem mesmo a utilização de cartões-presente para a compra de apps, jogos e outros produtos digitais está disponível, segundo a publicação.

Não há confirmação se a limitação é relacionada aos bloqueios dos bancos do país, à administração de Moscou ou à própria Apple. Vale lembrar que o Apple Pay já teve o uso limitado localmente, logo após as primeiras sanções aplicadas pelos Estados Unidos à Rússia.

Fonte: TecMundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.