Vacinas contra covid-19 e outras doenças podem ser tomadas juntas sem riscos à saúde

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação 2022 teve início nesta segunda (15) em Cuiabá e segue até dia 9 de setembro. O coordenador de Programas Estratégicos da Secretaria Municipal de Saúde, Wellington Ferreira, explica que não há riscos à saúde para tomar todas diferenciadas vacinas em um mesmo dia, inclusive contra a covid-19.

Ele explicou que o Ministério da Saúde incentivou os pais a levarem os filhos para completar o caderno de vacinação, recomendando às crianças e aos adolescentes também tomarem a dose contra a covid-19 junto. 

“Nós ressaltamos e informamos que não há nenhum tipo de restrição com relação à administração da vacina contra covid-19 e as demais vacinas do calendário vacinal. Assim, estas vacinas não geram, quando administradas juntas, nenhum tipo de perda, prejuízo ou comprometimento ao sistema imunológico”, disse.

A imunização está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da Capital, das 7h30 às 11h e 13h às 17h, com exceção das UBS Grande Terceiro e Ana Poupina, que não possuem sala de vacinação. Nas UBS de hora estendida (Clínica da Família, Ilza Terezinha Picolli, Parque Ohara e Tijucal), as salas de vacinação funcionam das 7h às 20h, sem interrupção.  

No Calendário Nacional de Vacinação, serão oferecidas todas as vacinas para crianças, como a BCG, Pentavalente, Poliomielite Oral e Inativada, Pneumocócica 10 valente, Meningocócica C, Febre Amarela, Rotavírus, Hepatite B, Tríplice Bacteriana, Tríplice Viral, Tetra viral, Hepatite A, Varicela e HPV Quadrivalente. Para adolescentes estarão disponíveis as vacinas HPV, dT (Dupla Adulto), Febre Amarela, Tríplice Viral, Hepatite B, Meningocócica ACWY (conjugada) e dTpa (para adolescentes gestantes).  

Wellington ressaltou ainda a importância da imunização no público alvo para melhorar as coberturas vacinais. Segundo ele, a meta é alcançar a cobertura vacinal igual ou maior que 95% para a vacina poliomielite, na faixa etária de 1 ano até menor de 5 anos, reduzir o número de não vacinados de crianças e adolescentes menores de 15 anos, além de melhorar as coberturas vacinais conforme o Calendário Nacional de Vacinação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.