Suspeitos de integrar facção criminosa são presos com armas e munições em Mirassol D’Oeste

Dois homens, suspeitos de integrar facção criminosa e flagrados em posse de diversas armas, munições, foram presos em flagrante pela Polícia Civil, na sexta-feira (07.01), em uma ação conjunta da Delegacia de Mirassol D’Oeste e Delegacia de Araputanga.

Durante investigações de um crime de tortura, os policiais civis realizaram a abordagem dos suspeitos de 35 e de 34 anos, que foram presos em flagrante pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Um dos suspeitos estava com mandado de prisão em aberto por crime de roubo, que também foi cumprido.

Em diligências próximo a zona rural de Mirassol D’Oeste com objetivo de apurar um crime de tortura, os policiais da Delegacia de Mirassol D’Oeste e de Araputanga foram até uma chácara na região do Jardim das Oliveiras III, onde foram recebidos pelos dois suspeitos que inicialmente não quiseram sair da residência.

Durante conversa com os policiais, um dos suspeitos decidiu sair da casa, porém quando questionado sobre a vítima, ele imediatamente jogou celular no chão, com o intuito de quebrar o aparelho. Diante do comportamento suspeito, foram realizadas buscas na residência, onde foram encontradas diversas armas e munições.

Entre as armas localizadas na casa estavam, uma pistola Glock 9 mm, municiada e com carregador, encontrada debaixo de um travesseiro no sofá da sala; uma espingarda calibre 12 municiada em cima de um guarda-roupas; uma mochila com munições calibre 12, calibre 9 mm e calibre.38 SPL; outra pistola Glock, calibre .380, escondida em meio as roupas em um armário com mais um carregador municiado, além de porção de maconha, balança de precisão e outros objetos.

Diante dos fatos, todo material ilícito foi apreendido e os suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Mirassol D’Oeste, onde após serem interrogados pelo delegado Matheus Prates de Oliveira, foram autuados em flagrante pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e munições e tráfico de drogas.

Em checagem no sistema, foi verificado que um dos suspeitos estava com mandado de prisão em aberto, o qual também foi devidamente cumprido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.