Operador de apostas esportivas é morto a tiros por não pagar ‘taxas’ a facção criminosa em MT

Um operador de apostas esportivas, de 40 anos, foi morto a tiros por não pagar ‘taxas’ a uma facção criminosa da região onde ele trabalhava, em Dom Aquino, a 172 km de Cuiabá, na noite desse domingo (8).

A vítima, que não teve a identidade divulgada, foi encontrada baleada na frente da casa dela, localizada na Avenida Cuiabá, no Centro da cidade. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e constatou que o homem já estava em óbito.

Uma testemunha relatou à polícia que, minutos antes, o trabalhador comentou que estava sofrendo ameaças por parte de uma facção criminosa por estar administrando apostas na cidade sem pagar ‘taxas’ para eles.

 

De acordo com a Polícia Militar, a testemunha que estava com a vítima contou que dois homens chegaram no local em uma moto logo depois da conversa. Um deles desceu e perguntou ao operador se ele mexia com jogos de apostas.

Após ele confirmar a informação, o suspeito efetuou cerca de 14 disparos e fugiu do local com o comparsa.

A PM informou que realizou rondas pela região, mas não conseguiu localizar os suspeitos.

A Polícia Civil e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foram acionadas e isolaram o local do crime para investigação. O celular da vítima também foi recolhido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.