Águas Pontes e Lacerda conclui ações para o período da seca e garante abastecimento no município

A estiagem está chegando ao fim e as chuvas voltaram a cair em Pontes e Lacerda. O período de seca é marcado pelas altas temperaturas e consumo elevado da água, um período de muito trabalho para que o abastecimento se mantivesse uniforme. O objetivo foi alcançado com sucesso.

 

Em novembro, no dia 22, a Águas Pontes e Lacerda, empresa do grupo Iguá Saneamento, apresentou os resultados das ações desenvolvidas neste período ao Grupo de Estiagem. Estiveram presentes representantes da Prefeitura Municipal, Ministério Público, Câmara de Vereadores e demais membros da sociedade.

 

“Apesar do índice de chuvas ter sido abaixo do ideal, foi possível manter a uniformidade do abastecimento graças às ações previamente planejadas. Mesmo com o consumo elevado devido às altas temperaturas, conseguimos equilibrar a produção de água tratada com a demanda, que aumentou 37% durante a estiagem em relação aos meses chuvosos”, enfatizou o diretor operacional da companhia, Christopher Alves.

 

As iniciativas executadas para o bom funcionamento do sistema de abastecimento de Pontes e Lacerda foram desde ações de conscientização e comunicação à ampliação da capacidade de reservação, modernização e melhorias no sistema de distribuição e automação, doação de caixas d’água, treinamento para a população contra perdas de água, instalação de geradores, entre outras.

 

“Para a manutenção da nossa rede foi necessária a atuação em diferentes frentes. Concluímos todas as ações planejadas do Plano de Ações criado em conjunto com o Grupo de Estiagem, além disso a concessionária mantém ações contínuas como o monitoramento da qualidade e gestão do sistema de abastecimento de água”, enfatizou o diretor da Águas Pontes e Lacerda.

 

Outra conquista divulgada pela concessionária é a diminuição do número de ocorrências no abastecimento registradas por consumidores, uma redução de 45 % em relação a 2021.

 

“Isso mostra que estamos no caminho certo. O nosso comitê para a estiagem foi criado no ano passado e tivemos bons resultados. Com base nisso, conseguimos aprimorar ainda mais nossos trabalhos e obtivemos números ainda melhores”, comemora Christopher.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.