Águas Pontes e Lacerda alerta: O que não deve ser jogado no ralo

Você sabia que um dos principais responsáveis pelo entupimento da rede de esgoto são resíduos descartados inadequadamente nos ralos e pias? Essa atitude prejudica a eficiência de tratamento nas unidades operacionais e, ainda, pode causar danos à saúde e meio ambiente. Por conta do descarte irregular desses resíduos, especialmente restos de comida e óleo de cozinha, a Águas Pontes e Lacerda, empresa do Grupo Iguá, faz um alerta sobre os problemas causados na rede de esgoto.

 

O descarte de óleo de cozinha no ralo da pia é algo muito comum nas residências, atitude que traz imensos prejuízos. Este tipo de resíduo, por ser mais denso, tende a se acumular nos encanamentos causando entupimentos, e quando acrescido a restos de alimentos, por exemplo, os prejuízos tendem a serem ainda maiores. Dica: o produto pode ser reciclado, virando sabão, resina para tintas, detergente, glicerina, ração para animais e até biodiesel. Portanto vale a pena se informar sobre pontos de coleta na cidade.

 

Fundamentais para garantir mais saúde e bem-estar à população, as redes de esgoto são dimensionadas para receber determinada quantidade de efluentes produzidos aos usarmos a torneira, lavarmos louças ou roupas, darmos descarga no vaso sanitário ou usarmos o chuveiro. Quer dizer, a maior parte do material é líquido, com pouquíssimos resíduos sólidos. Quando essa proporção se inverte, mais cedo ou mais tarde poderá ocasionar vazamento do esgoto nas vias públicas e até o retorno para dentro das casas, o que pode provocar a transmissão de doenças. Além, claro do mal cheiro e da sujeira que vêm junto.

 

“Existem leis e decretos municipais que tratam do assunto e é importante que o cliente esteja atento às normas, a fim de que a estrutura de tratamento de esgoto não seja prejudicada, trazendo problemas para o próprio morador e o meio ambiente”, alerta o diretor operacional Christopher Alves. “Além disso, efluente de má qualidade significa potencial contaminação da água e prejuízo ao meio ambiente”, reforça.

 

O que não deve ser jogado no ralo

 

Em geral, deve-se evitar o descarte de materiais sólidos no esgoto, mas alguns deles são ainda mais prejudiciais. Confira alguns exemplos:

 

  • Restos de alimentos

 

  • Óleo de cozinha

 

  • Borra de café

 

  • Algodão e pedaços de tecidos

 

  • Folhas secas

 

  • Adesivos

 

  • Papéis e plásticos

 

  • Medicamentos

 

  • Absorventes e preservativos

 

  • Fluídos químicos, como tintas, solventes ou óleo automotivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.