Polícia Civil desarticula grupo envolvido com caça e venda de carnes de animais silvestres em Jauru

A operação resultou em oito pessoas detidas, além da apreensão de 20 armas de fogo, carnes de animais de diferentes tipos, munições e materiais usados para a caça

Quatorze mandados de busca e apreensão domiciliar foram cumpridos pela Polícia Civil na operação “Lua Cheia”, deflagrada na manhã desta segunda-feira (05.10) em Jauru (425 km a oeste de Cuiabá), com objetivo de coibir o tráfico de carne de animais da fauna silvestre na região.

A operação resultou na prisão de oito pessoas, e na apreensão de 20 armas de fogo, várias carnes de animais como paca, jacaré, capivara e perdiz, além de diversas munições e materiais usados para a caça.

As ordens judiciais foram decretadas pela Comarca de Jauru com parecer do Ministério Público Estadual, após investigação da Polícia Civil apontando que animais de diferentes espécies, vinham sendo abatidos de modo predatório por caçadores.

Entre os animais caçados e posteriormente comercializados pelos suspeitos estavam, paca, jacaré, cervo, tatu e o pássaros chamado “Jaó”.

Com base nos indícios da prática de crime ambiental contra a fauna e flora, os mandados de buscas e apreensão foram expedidos Justiça, sendo nove endereços na zona rural do município e outros cinco na zona urbana de Jauru.

Os oito suspeitos conduzidos para Delegacia de Jauru foram interrogados e responderão pelos crimes de posse irregular de arma de fogo e pelo crime contra a fauna de matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre.

Para cumprimentos das buscas a Delegacia de Jauru contou com apoio das equipes de Pontes e Lacerda, Comodoro, Campos de Júlio e Araputanga. Participaram ao todo 35 policiais civis coordenados pelo delegado Clayton Queiroz Moura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.